A PRIMEIRA VITÓRIA NO MAIOR DO MUNDO

A PRIMEIRA VITÓRIA NO MAIOR DO MUNDO

Postado em:
Blog - Curiosidades
- 01/04/2021 11:42:25

Aos 19 anos de idade, José Macia, o Pepe fez sua primeira partida entre os profissionais.
A derrota de 1x2 para o Fluminense, no Pacaembu não apagou a boa impressão do garoto com apelido fácil, quatro letras e fácil pronúncia. Um nome que ficaria guardado para sempre. E a grafia seria o menor dos motivos.

O Maracanã foi inaugurado em 1950.
Até a tarde de 05/06/1954 o Santos não tinha nenhuma vitória no estádio.
Mas foi contra o Botafogo de Garrincha que as coisas começaram a mudar.
Abaixo, o relato da Folha da Manhã de 06/06/1954.

Empatado o cotejo por um tento a um, passou o Botafogo a ser o senhor do gramado. Daí chegou a avantajar-se no placar e mesmo a dar nítida impressão de que seria o vencedor da luta. Surgiu, porém, quando maior era o domínio do Botafogo, uma avançada isolada do Santos, Walter, investindo pela meia esquerda conseguiu, no bico da pequena área, levar a melhor sobre Amauri, que saindo mal da meta se projetara aos seus pés. O ‘insider’ cruzou então a pelota para Joel que se encontrava livre na marca do penal. O Ponteiro atirou fraco, mas mesmo assim Tomé, colocado sobre a linha do gol, não conseguiu rebater o couro. Estava então decretado um novo empate: 2 a 2. Faltavam 4 minutos apenas para o apito final, mas em que pese esse curto período, o Santos voltou a crescer de produção, realizando, quando nada o suficiente para lograr o triunfo.
No final da partida, Tite, executando jogada muito inteligente, marcou um tento que permitiu ao Santos conquistar, na tarde de hoje no Maracanã, sua primeira vitória no Torneio Roberto Gomes Pedrosa. Pelo meio das pernas do goleiro Amauri, colocou a pelota ardilosamente nas redes, concluindo assim com absoluto sucesso e excelente manobra iniciada pelo seu companheiro Walter. Poucos instantes após a peleja atingiu seu término acusando a derrota do Botafogo por 3 a 2.

O Santos fora a campo com Manga; Hélvio e Feijó; Urubatão, Formiga e Zito; Joel, Walter, Álvaro, Vasconcelos (Hugo) e Tite. Uma escalação sem muitas variações em relação às formações anteriores. A maior das mudanças era definida com a presença de um jovem de 32 anos de idade no comando técnico do time. Luiz Alonso Perez, o Lula.
Maracanã, Lula e Pepe. Três nomes que iriam se misturar, vivenciariam uma relação próxima e intensa e tornar-se-iam conhecidos em todo o mundo.
Uma história que começava a ser escrita.

Texto: Paulo Rogério
Crédito da Imagem: Biblioteca Nacional e Site Oficial do Santos FC


Assine Santos Box e receba o livro 1955 - És o Leão do Mar em Maio/2021 e saiba muito mais sobre essa grande conquista do Peixe.